Ferias Escolares: A Importancia do Brincar

Ferias Escolares: A Importancia do Brincar

16 de julho de 2019 0 Por brenosilverio

Saiba que inserir esse momento na realidade da rotina é prazeroso e divertido, e muito mais fácil do que fazer dele um momento de stress.

Férias escolares…

Este momento normalmente é recebido como uma notícia que gera conflitos de rotina e pânico na vida do Adulto.

Normalmente devido a rotina de trabalho ou acumulo de tarefas somadas as responsabilidades Lar; muitas famílias acabam não se preparando para este momento que envolve prévia, e programação para adaptação de uma nova rotina que chega a durar até 30 dias. Ao contrário do “desespero” que se deve sentir neste momento, por mais que a rotina diária seja a primeira afetada, devemos começar a entender que este momento também deve ser nosso; onde ao invés de ficarmos procurando como “Despachar” ou Lidar com esta criança em casa, devemos começar a criar o hábito de entender o quanto as férias são importantes para a Criança e para nós mesmos, e sim entrar na “Brincadeira”, não é sair da rotina e nem adaptar nova somente, e sim integrarse a esse momento. Este artigo tem como intuito renovar o Laço com as férias e ampliar novas visões diante deste momento que atualmente é tão “temido”.

Iremos entender a importância do Brincar para as crianças e também oferecer 5 dicas para que as Férias se tornem prazerosas para ambos envolvidos.

O brincar, o momento da brincadeira é uma grande oportunidade de desenvolvimento para a criança, e isso vai muito além do momento de interatividade na escola, isso se complementa nos ambientes de convívio da mesma, assim como o adulto ela precisa de momentos de descontração. É no momento do brincar que a criança desenvolve grandes habilidades, aprende muito, já citamos no artigo anterior que para a criança o tempo não é tão determinante, mas sim a qualidade que o mesmo oferece a ela.

Que seja meia hora em um momento que você sente com seu filho e se dedique a ele, brincando com o brinquedo favorito, contando uma história, conversando sobre o dia dele, criando o hábito do diálogo, criando novas brincadeiras, tenha certeza que esse tempo triplicará e será o mais esperado do dia.

O brincar não é só entretenimento, sua ação na vida de uma criança e até mesmo do adulto possui grande ação por toda sua evolução. Através do Brincar ela aprende, experimenta o mundo, cria vínculos, desenvolve habilidades motoras e emocionais, aprende como conviver no meio social, reconhece-se, entende sua existência, pois a criança precisa do concreto para dar sentido as suas ações e entender muito do que se passa no mundo, e a brincadeira é o meio mais saudável e com resultado garantido.

O brincar não é dar um brinquedo e pedir para criança brincar, é explorar o mesmo, criando novas expectativas e vários tipos de brincadeiras com um brinquedo. E isso não se detém a condições financeiras ou “saber fazer”, CRIATIVIDADE e IMAGINAÇÃO são chaves para transformar o momento da brincadeira. As férias quando planejadas resultam em um momento mais satisfatório, sendo tanto com a rotina já existente, seja do lado financeiro.

Abaixo iremos dar dicas de como transformar este momento prazeroso para todos os envolvidos e de acordo com a realidade geral da atualidade, onde maioria dos pais trabalha e sim precisam de ajuda neste momento, seja da escola ou de um parente próximo, mas que em seu valioso tempo devem também criar seu momento férias:

1- PLANEJAMENTO: Crie o hábito de planejar as férias. Tenha certeza este primeiro passo diminuirá o tão temido período, auxiliara na parte financeira, e trará um valor emocional e interativo muito importante. Onde a oportunidade de ocorrer surpresas se diminui e a ansiedade não evolui para um quadro de stress, seja para o adulto ou para criança. Converse em sua empresa, veja possibilidade de agendamento em mesmo período de suas férias, e se assim não for possível, prepare o tempo disponível para grandes aventuras. E converse com quem possa te ajudar neste momento, assim também respeitando e programando essa pessoa.

E no caso de escola, ou colônia de férias se programando financeiramente.

2- Crie Momentos de acordo com sua rotina: Diálogo. Concerteza quando a criança chega em casa e diz que esta chegando as Férias já escuta: “- Ai Meu Deus!”; e assim por diante. Além de a mesma estar eufórica pelo momento, também já se sente confusa porque este singelo ato gera um conflito e envia uma mensagem: Ninguém me quer? Ou a dúvida: – O que farão comigo? Gera ansiedade na criança. Se mudarmos esta cena para: – Tô de férias!!!!; – Que legal o que vamos fazer? Vamos tentar fazer algo bem legal? , simples palavras fazem muito.

Converse com a criança e pergunte o que gostaria de fazer, explicando sua rotina de trabalho, mas passando a segurança que ela terá férias maravilhosas.

3- Tecnologias: Não prenda seu filho na TV, e nas tecnologias de acessibilidade, ele nunca aprenderá o sentindo real das férias e do brincar, ele verá conteúdos, mas não habilitara nenhuma função em seu desenvolvimento se não tiver atividades para interagir com o que aprendeu. O mesmo deve ter sim acessibilidade aos mesmos, mas com utilidade:  Jogar vídeo Game ou jogos online (habilita coordenação motora, expectativa e estratégia) com jogos interativos e de acordo com a idade, podendo jogar com mais pessoas; aprendendo a ganhar e perder, mas com tempo determinado e não de modo repetitivo e sem limites.  Tablet e vídeos Online:

Usado de maneira correta com vídeos propícios que interagem de maneira interessante com perfil de cada idade, e que gere depois um diálogo ou crie a ação pra uma atividade. Dica: Mostre a criança vídeos que falem de curiosidade, como eram as brincadeiras de antigamente (brinque com ela depois)…

4- Os Passeios: Normalmente eles necessitam de cunho financeiro, de valores variáveis, mas o que importa é a qualidade do mesmo, e nem sempre há um gasto exorbitante. Programe-se, e pequise. Você pode: – Turistando: Ir a museus, assistir a peças de teatro, ir ao cinema, parques interativos, zoológicos, tudo isso detém planejamento prévio financeiro, logo fica a dica para elaboração do mesmo já na previsão orçamentária de começo de ano. – Pode ir ao Parque da Cidade, mostrar a eles a história de sua cidade visitando monumentos e locais históricos. Pesquise os guias de passeio em sua cidade. Aproveite e faça um piquenique, e se assim for possível convide as famílias dos amigos para um momento legal em conjunto. – Visite sítios e fazendas que liberam acesso, para que assim eles aprendam culturas diferentes, entendam a importância do produtor rural e a origem dos alimentos que eles comem, ensinando o valor do próximo e de tudo que eles consomem. – Procure oficinas de entretenimento nas casas culturais, ou nas escolas, shoppings. – Visite Familiares, amigos. Combine um café.

5- Brincadeiras: As brincadeiras mais simples, por incrível que pareça despertam grande curiosidade e faz o tempo render muito. Junte a turminha e os pais, para que assim você conheça o ambiente de convivência de seus filhos, marque um café ou piquenique, e divirtam-se: – Área Externa: Queimada, Corrida de Saco, pula corda, pião, amarelinha, pega-pega, “Bila” (bolinha de gude); – Para os Babys, o café entre as mamães, ajuda muito na troca de experiências e já interatividade de meios diferentes para os babys, auxiliando em seu desenvolvimento emocional e motor. E hoje em dia existe o Projeto Cine materna em grandes redes de Cinema, procure se informar na rede de sua Cidade. Assistir aquele filme com o baby no aconchego é muito amor envolvido, principalmente porque o ambiente é climatizado e preparado com todas estrutura para receber os mesmos. – Em casa: Jogos de Tabuleiro, que Tal um acampamento? Um filme bem divertido com personagens preferido com PIPOCA. – Ler um Livro, utilizar a imaginação, através de gestos, entonação de voz. Para contar história não precisa de curso, somente usar a imaginação. – Pintar Desenhos, quadros com expressões naturais com lápis, giz ou tinta. – Escutar Música, dançar e descobrir através de instrumentos novas habilidades.

Tenha certeza que se criarmos o Hábito de ver este momento com descontração e que ele se transforma com nossa atitude e pode ser nosso também; será o momento mais esperado por toda Família, basta programar-se e entender o quanto ele é importante para o desenvolvimento da criança, e o quanto ele faz bem para o nosso emocional no mundo adulto. O Brincar é um gesto de amor e dedicação acima de qualquer rotina e materialidade oferecida.

É a troca de experiências, aprendizado, é compartilhar de novos momentos. Vamos vivenciar as férias? Entenda que você e sua família podem transformar esse “TEMPO” em lembranças eternas, cheias de felicidade e Diversão. Mesmo com a realidade da vida a Adulta, vamos tornar a vida mais Leve?

“Nós não paramos de brincar porque ficamos velhos, Nós ficamos velhos porque paramos de brincar”. George Bernard Shaw


Obrigado a todos pela leitura até a próxima semana Tatiele Aparecida Bossolan Da Silva